SE ESSA PRAÇA FOSSE MINHA

Projeto de vida de cada uma das irmãs Melisa, Letícia e Denise Carvalho, não poderia ser mais realizador do que este idealizado por elas

Há 20 anos a NC Imóveis vem construindo loteamentos na cidade de Rondonópolis (MT) de forma diferenciada. Desde a criação da empresa seu fundador, Nelson Carvalho, adotou o conceito de não construir apenas loteamentos, mas comunidades dotadas de todas as funcionalidades necessárias para que ela se transforme.


Por conta disso, a empresa é uma das poucas do mercado a adotar a manutenção constante: mesmo depois de entregue, o bairro continua sendo cuidado pela empresa. Há cerca de um ano esse cuidado ganhou um componente a mais. Um projeto, liderado pelas filhas de Nelson - Melisa, Letícia e Denise Carvalho - que prevê a construção de praças nos bairros criados pela NC e sua consolidação como áreas de cultura e lazer nestes locais.


A criação do projeto coincide com o momento em que as três passaram a trabalhar juntas na companhia. Letícia é a que está há mais tempo na empresa, ocupando a gestão administrativo-financeira há cerca de dez anos. Denise e Melisa foram para a empresa há cerca de um ano, respondendo pelas áreas de Marketing e Recursos Humanos, respectivamente.

Este cenário atual é fruto de um trabalho que a nova geração buscou realizar, com foco na continuidade, e nada se parece com o momento em que estavam há apenas dois anos. As irmãs praticamente não conversavam sobre negócios e nunca haviam debatido este futuro. Depois de diversas reuniões entre elas, e algumas envolvendo os pais e seus maridos, ao longo deste processo, aderiram ao compromisso da continuidade, e resgataram seus laços não apenas como família, mas principalmente como futuras sócias.


A raiz desta união já estava lá, fruto da dedicação do pai, como empreendedor, que sempre estimulou suas filhas a serem batalhadoras e produtivas; e também da mãe, que foi uma grande incentivadora da formação acadêmica e da harmonia familiar.


Juntas, e estimuladas pelos pais, as irmãs decidiram que os projetos deveriam trazer a marca delas, juntas como família. Elas definiram que construir praças seria um bom começo e preservaria a raiz de valores do fundador. Fizeram a primeira, em 2015, com uma série de equipamentos de lazer e o empreendimento foi muito bem recebido pela população. Mas o projeto foi além.


Anjos da Praça Ao entregar a praça que fizeram na Vila Mineira, as irmãs encontraram um grupo de crianças do bairro que se ofereceram para cuidar do local. “Temos equipes de funcionários que cuidam da limpeza dos bairros e, meio sem querer, acabamos com uma equipe de crianças que cuida da praça”, conta Letícia.

Melisa conta que a ideia inicial era criar um lugar onde as pessoas pudessem conviver de forma diferente. Para isso, imaginaram espaços que pudessem abrigar aulas de música ao ar livre, pic-nics, etc. Parte deste trabalho incluía a visita a escolas e, em uma delas, vendo o interesse das crianças, as irmãs as convidaram para fazer parte do projeto.


“Na inauguração, a praça estava linda e impecável”, lembra Melisa. Depois disso, veio a ideia de nomeá-los Anjos da Praça. Com o título, as nove crianças receberam camisetas, certificados e assumiram seriamente a função de guardiões. Segundo Melisa, eles não deixam que ninguém se pendure nas árvores ou estraguem os bancos e os equipamentos existentes ali.

A ideia deu tão certo que foi levada para o segundo projeto, inaugurado em junho. Por conta da repercussão dos Anjos da Praça, quando a segunda foi inaugurada, no Parque Residencial Buriti, um grupo de moradores procurou pelas irmãs, oferecendo-se para cuidar da nova praça. “Entre pais e crianças, já temos 18 pessoas cuidando do espaço. Eles amaram aquilo que receberam e, aqui, os adultos também estão envolvidos”, conta Melisa, lembrando que as praças estão se tornando pontos de encontro dos moradores do bairro. Para estimular essa presença, as praças criadas pelas irmãs contam com equipamentos de lazer, com quadras, academia ao ar livre e mesas de ping pong.


“A gente acredita que não adianta construir a praça e deixar lá. Temos que ter o envolvimento das pessoas”, afirma Denise, lembrando que o objetivo das irmãs é contar com praças assim em todos os bairros desenvolvidos pela NC. “Em cada um, iremos às escolas e envolveremos os alunos”, diz.



Arte e cultura E a ideia não fica apenas na construção das praças. Juntas, Denise, Melisa e Letícia trabalham em busca de novas ideias. Alguns exemplos: câmeras de segurança, com links que permitem aos moradores acompanharem as imagens de seus celulares ou computadores; wi-fi para os frequentadores das praças; e programações culturais.


“No ano passado, tivemos um Papai Noel distribuindo presentes em nossa primeira praça”, conta Melisa. As irmãs trabalham agora na realização de um festival de cinema ao ar livre, com filmes para todas as idades, que vai marcar a comemoração dos 20 anos da NC Imóveis. “Precisamos despertar nas pessoas o olhar para aquilo que não é delas. Mostrar que isso é de todos e que todos têm que cuidar”, diz.

E as ideias não param. A próxima praça, que será inaugurada em dezembro, contará com uma fonte luminosa, onde as crianças poderão se refrescar nos dias de muito calor. Melisa explica que o projeto está direcionado para os bairros já consolidados pela NC e que, nos novos bairros, elas serão construídas à medida que eles forem ocupados. “Nossa preocupação e fazer conforme as pessoas vão construindo os locais”, comenta.


E a cada nova praça, novas ideias. As irmãs aproveitam as viagens anuais que realizam com a família para conhecer lugares que reúnem pessoas e identificar o que as mantêm lá. Foi assim que surgiu a ideia das mesas de ping pong na praça do Buriti e da fonte luminosa a ser inaugurada no final do ano.


Do ponto de vista da família e da empresa, o projeto serviu para despertar o potencial do que elas podem realizar juntas e para fortalecer a imagem da empresa, agora relacionada também às filhas de seu fundador.


15 visualizações