O OUTRO LADO DA MOEDA

Nem só de trabalho duro e preocupação com a continuidade de seus negócios vivem os membros do alto escalão de empresas familiares. Nas horas livres, muitos se dedicam a atividades que lhes proporcionam prazer e disposição

poesia para todos

“Entre uma safra e outra de macadâmia, faço poesia. Escrevi cinco livros do gênero. Além disso, procuro incentivar a disseminação da arte por meio do Festival Internacional de Poesia, que organizo desde 2007, em Dois Córregos (SP). O evento inclui saraus, palestras, lançamentos de livros e oficinas de criação poética.

Em 1995, criei o Instituto Usina de Sonhos, reconhecido pela UNESCO e pelo MEC, cuja missão é inserir o ser humano, desde a infância, em variadas formas de linguagem. Em especial, a poética. O objetivo é despertar o interesse pela leitura, aguçar o pensamento crítico e estimular manifestações culturais. O programa envolve escolas, empresas e diferentes públicos da região: cortadores de cana, operários, mulheres detentas, empresários, estudantes, professores e aposentados.

Para combater o estresse, também pratico jiu-jitsu, no qual me graduei faixa preta com o mestre Hélio Gracie. Com base nisso, criei o Entrelutas, que ensina artes marciais a crianças e jovens carentes. A iniciativa integra o Instituto Usina dos Sonhos.”

José Eduardo Mendes Camargo Presidente da Usina Santa Adelaide e sócio-fundador da QueenNut

21 visualizações