LIÇÕES DE CASA

Sucessão familiar foi tema de workshop que estreita parceria entre höft e FAAP

Questão crítica na história das famílias empresárias, a sucessão aos poucos ganha espaço no meio acadêmico. O workshop foi realizado pela Fundação Armando Alvares Penteado (FAAP) e pela höft. Durante quatro sábados, o curso abordou aspectos como dinâmicas e perspectivas da família empresária, governança, aspectos jurídicos e planejamento da sucessão, totalizando 16 horas/aula.

“Passar o bastão é difícil e é um processo de aprendizado tanto para o fundador como para quem vai recebê-lo. Não é um momento isolado, sucessão é um processo”, observa Rafael Possik Jr., professor do curso de administração da FAAP.

Ele conta que a ideia do workshop se cristalizou durante uma palestra do fundador da höft, Renato Bernhoeft, na Semana de Administração da FAAP. “Conforme o desenvolvimento dos temas, os alunos iam fazendo comentários. Em função do que ouvimos, achamos interessante montar um workshop. Deu certo, a adesão foi boa. Provavelmente vão existir outros.”

O conteúdo, segundo Possik Jr., foi determinante para a receptividade do curso: “O nosso aluno tem um perfil empreendedor e sucessor. Então, como sucessor, ele vai querer entender os negócios da família empresária. Alguns vão acabar indo para o empreendedorismo, mas a partir da base familiar que têm. Então, há um público com demanda por esse assunto na FAAP”, observa. O workshop foi aberto a ex-alunos e a interessados não vinculados à instituição.

Ele credita o êxito do curso à sinergia da parceria. Segundo o professor, a FAAP conferindo o caráter acadêmico e a höft com a expertise no assunto possibilitaram um formato que agrega valor aos participantes. “As pessoas chegam achando que têm problemas singulares. No workshop, percebem que o problema se repete em outras famílias, de maneira diferente, mas a problemática existe. O participante tem como comparar, tem como estudar outros cases, ver o que funcionou, o que não funcionou e adaptar à sua realidade”, analisa Possik Jr.

Para Wagner Teixeira, da höft, o workshop evidenciou a importância de o assunto ser tratado no mundo acadêmico. “Fora do Brasil, as universidades e as faculdades têm a disciplina de empresas familiares em seus cursos regulares ou nos de pós-graduação. No Brasil, uma ou outra instituição oferece essa opção em sua grade curricular. A aproximação com a FAAP é uma oportunidade de levar esse conteúdo para os alunos”, diz.

18 visualizações0 comentário